Após 4 anos de abuso sexual, menina de 10 anos está grávida

A interrupção da gravidez está sendo analisada

No último sábado (8), uma menina de 10 anos chegou no Hospital Roberto Silvares, em São Mateus, alegando estar grávida. Os profissionais de saúde perceberam algo sobressalente na barriga da criança e, após realizarem o exame de sangue, constataram que a menina estava com cerca de 3 meses de gestação.

Ao questionarem a menina, ela relatou que desde os seus 6 anos de idade era abusada pelo seu tio e que manteve o abuso em sigilo por todo esse tempo devido ao fato de que ele ameaçava a menina de morte.

Neste momento, a Secretaria Municipal de Saúde de São Mateus, no norte do Espírito Santo, está avaliando o caso para que a menina possa realizar a interrupção da gravidez, de maneira segura. A criança está em um abrigo público, sendo assistida por médicos, contando com apoio social e psicológico.

Em entrevista para o jornal Gazeta, o advogado Raphael Bolt, explicou que pela Constituição, a vida humana é posta em primeira instância. No entanto, em casos de abusos sexuais, a vítima têm a possibilidade de realizar o aborto.

A secretaria informou estar tomando todas as medidas cabíveis para solucionar o mais rápido possível este caso. Segundo o órgão, a família da criança ficou surpresa ao descobrirem o ocorrido, pois todos alegam que não haviam indícios de abuso ou violência entre os dois.

O tio que foi acusado do estupro foi indiciado, tendo seu pedido de prisão preventiva expedido, contudo, ele encontra-se foragido.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar