Banco Central deve retirar nota de R$ 200 de circulação

Caso não seja feito o banco deve pagar uma multa diária de R$ 50 mil

De acordo com um pedido protocolado através de uma ação civil pública pela Defensoria Pública da União (DPU), o Banco Central do Brasil terá que retirar de circulação a nova nota de R$ 200. O principal motivo é a falta de acessibilidade em relação ao tamanho da nota, que não segue os padrões estabelecidos anteriormente e é o mesmo da nota de R$ 20. 

Assim, a circulação deverá ser suspensa em todo o território nacional enquanto houver irregularidade. Ao mencionar a falta de acessibilidade, o protocolo faz referência as pessoas que possuem deficiência visual e usam o dinheiro.  

“A inviabilização da identificação da nova cédula pelas pessoas com deficiência visual, por gerar efeitos de exclusão e prejuízo ao exercício dos direitos dessa comunidade, caracteriza discriminação por parte da Administração Pública”, relata o documento apresentado.  

A ação civil ainda pede que caso não seja feita a retirada uma multa diária de R$ 50 mil deverá ser paga pelo Banco Central devido à falta de cuidado na produção e diferenciação entre as cédulas. Até que uma medida seja tomada a ação ainda impede a criação de novas cédulas com tamanho igual as notas que já estão em circulação.  

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar