Edição 2021 da Maratona de Tóquio é adiada para depois dos Jogos

Pandemia do novo coronavírus ainda preocupa organizadores

A maratona de Tóquio do próximo ano foi remarcada de março para depois dos Jogos Olímpicos por causa das preocupações contínuas causadas pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), disseram os organizadores nesta sexta-feira (9).

A corrida estava originalmente marcada para o dia 7 de março, com previsão de participação de cerca de 38 mil corredores.

Mas, por causa das restrições de entrada no Japão, a prova foi adiada para 17 de outubro.

Tóquio é uma das seis maiores maratonas do mundo, junto com Boston, Berlim, Chicago, Nova York e Londres.

As quatro primeiras foram canceladas em 2020 por causa da pandemia, enquanto o evento de Londres foi realizado no último fim de semana apenas com corredores de elite em uma “biosfera controlada e segura” em torno do St. James’s Park.

O evento 2020 de Tóquio também foi realizado em um formato semelhante em 1º de março.

A decisão de adiar a maratona de Tóquio ocorre em meio a preocupações sobre se os Jogos, que também foram adiados por um ano em razão do surto de coronavírus, pode ser realizada com segurança a partir de 23 de julho de 2021.

Os organizadores propuseram reduzir o número de funcionários nos Jogos do próximo ano e encurtar o período de abertura dos locais de treinamento, como parte de um plano para realizar um evento simplificado em meio à pandemia.

Fonte: Agência Brasil

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar